Papiro de 4.500 anos é exposto pela primeira vez no Egito

France PresseCom informações da France Presse

O Museu Egípcio no Cairo está expondo pela primeira vez um papiro originado na época do faraó Keops, que reinou no Antigo Egito há mais de 4.500. Considerado o mais antigo já encontrado na humanidade, o manuscrito foi descoberto por arqueólogos franceses e egípcios em Wadi Al Jarf, no sudeste do Cairo, às margens do Mar Vermelho, em 2013.

Segundo historiadores, o documento cita trabalhos relativos à construção da Grande Pirâmide de Gizé, ao oeste do Cairo. Este papiro “Conta que os operários participaram da construção da grande pirâmide de Keops, em Gizé. Conta o cotidiano e o estilo de vida dos operários do porto (de Wadi Al Jarf). O trabalho da sua equipe, que transportava blocos de pedra calcária das jazidas de Torah, na beira do Nilo, até a pirâmide de Keops, no planalto de Gizé “, diz um comunicado do Ministério de Antiguidades. Erguida há mais de 4.500 anos, a pirâmide é uma das Sete Maravilhas do Mundo da Antiguidade.

O objeto ficará em exposição durante duas semanas no Museu Egípcio. O local abriga uma maravilhosa coleção de tesouros faraônicos do país.

papiro mais antigo do mundo - faraós do egito - museu do cairo_Foto - MOHAMED EL-RAAI - AFP
Papiro mais antigo do mundo está no Museu Egípsio no Cairo (Fotos: MOHAMED EL-RAAI|AFP)

papiro mais antigo do mundo - faraós do egito - museu do cairo_Foto - MOHAMED EL-RAAI - AFP 3 papiro mais antigo do mundo - faraós do egito - museu do cairo_Foto - MOHAMED EL-RAAI - AFP 2

Seja o primeiro a comentar