Obituário: Roger Moore, o lendário agente 007, morre aos 89 anos

Todas as fotos: Reprodução

O ator Roger Moore, famoso por seu papel como James Bond na franquia de filmes “007”, morreu aos 89 anos nesta terça-feira (23), na Suíça. O anúncio da morte foi confirmado pelos três filhos de Moore em nota publicada no Twitter. Segundo os familiares, o astro faleceu “depois de uma curta , mas brava, batalha contra câncer”. O sepultamento será nesta quarta, 24, em uma cerimônia privada em Mônaco, onde morava.

“É com o coração pesado que nós anunciamos que nosso amado pai, Sir Roger Moore, faleceu hoje na Suíça após uma curta, mas brava, batalha contra câncer. O amor com que ele foi cercado em seus dias finais foi tão grande que não pode ser quantificado apenas em palavras”, escreveram seus filhos Deborah, Geoffrey e Cristian.

Nascido em Londres em 1927, Moore trabalhou como modelo até o começo dos anos 1950. Depois disso assinou um contrato de sete anos com a MGM. A fama veio com seu papel como Ivanhoé, na série britânica “O Santo”, entre 1962 e 1969, e como Brett Sinclair, em “The Persuaders”. Já a gloriosa carreira como James Bond começou em 1973, no filme “Com 007 Viva e Deixe Morrer”. Moore tinha a missão de substituir Sean Connery, que encarnou o espião por quase uma década.

Roger Moore interpretou 007 em sete filmes, sagrando-se como o ator que encenou o agente secreto por mais tempo: 12 anos. Após “Live and Let Die (Só Viva e Deixe Morrer)”, veio a repetição do personagem em “The Man with the Golden Gun (007 contra o Homem com a Pistola de Ouro”, em 1974; “The Spy Who Loved Me (O Espião que me amava)”, de 1977; “Moonraker (007 contra o Foguete da Morte)”, de 1979; e “For Your Eyes Only (007 – Somente para Seus Olhos), de 1981. Roger Moore se despediu do personagem em 1985, com “A View to a Kill (Na Mira dos Assassinos)”.

O britânico James Bond é um dos personagens de cinema com mais carimbos em seu passaporte. Tirando a Oceania, o agente secreto já esteve em todos os demais continentes ao longo de 22 filmes, em um total de 48 países – incluindo o Brasil.

Roger Moore chegou filmar 007 Contra o Foguete da Morte, 1979, no Rio, ao lado de Richard Kie (Foto: Reprodução)

James Bond esteve no Brasil em 1979, no filme “007 contra o foguete da morte” (1979). O agente viaja até o Rio de Janeiro, palco da lendária cena na qual o vilão Jaws arrebenta, com os dentes, o cabo do bondinho do Pão de Açúcar, local em que Bond estava com uma Bond girl. Ainda neste longa metragem, ele viaja até a Floresta Amazônica, onde está situada a base secreta de Hugo Drax.

 

Atualmente, James Bond é interpretado pelo ator Daniel Craig que, com quatro filmes no currículo ainda vai precisar de mais títulos na franquia para ultrapassar a marca de interpretações de Sir Roger Moore.

Seja o primeiro a comentar