Horizontes: Mercado de intercâmbio para educação internacional em alta

O mercado de intercâmbio e educação internacional está em crescimento no Brasil. Muitos estudantes e profissionais brasileiros viajam ao exterior para aprender um novo idioma, cursar o ensino médio, fazer faculdade, especialização, estágio, ou trabalhar. Se há alguns anos o intercâmbio era considerado estilo de viagem para aventureiros, hoje um programa escolhido por quem busca aumentar conhecimento e se destacar no mercado de trabalho. De acordo com a Associação Brasileira de Operadores de Viagens Educacionais e Culturais (Belta), os negócios devem passar de US$ 1 bilhão (2012) para US$ 1,3 bilhão (2013), alta de 30%. E para esse ano é esperado um crescimento de 15%. Entre os destinos mais procurados estão Alemanha, Argentina, Austrália, Canadá, Colômbia, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Índia, Irlanda, Suíça e Reino Unido.

quanto-custa-um-intercambio-6Segundo a Belta, 202,1 mil brasileiros viajaram para estudar no exterior. Para este ano, a entidade prevê que o número de embarques cresça 15%, para 232,4 mil. Aumenta a demanda, cresce o número de agências de intercâmbio. Em 2013, a Belta teve um crescimento de 26,7% na lista de associados, ante 2012. Passaram de 56 para 71 empresas. Outro dado, em 2003 34 mil estudantes carimbaram o passaporte e em 2013 mais de 200 mil pessoas decidiram passar uma temporada em outras terras, um crescimento aproximado de 500%.

Atualmente existem cerca de 60 empresas de intercâmbio no Brasil, que empregam aproximadamente duas mil pessoas. Mais de 70% das pessoas que fazem intercâmbio tem entre 18 e 30 anos e na sua grande maioria são das classes A e B. As viagens duram de duas semanas a dois anos, e custam a partir de R$ 2.000,00.

De olho neste mercado promissor, empresas se aproveitam da boa fase para potencializar seus negócios. É o caso da a ITA – International Travel Assistance, especializada em comercializar soluções em serviços de assistência e seguro de viagens. A empresa observou o crescimento do mercado abriu a possibilidade de “personalizar” seu cartão de assistência de viagens de acordo com as necessidades dos viajantes de intercâmbio. viagem01

“Intercâmbio é uma viagem que tem data para acabar, em geral, dura de 2 semanas a 12 meses no exterior. Mesmo sendo para estudo, trabalho, cultura vale lembrar que muitos países da União Europeia só permitem a entrada em seu território se o viajante possuir cartão de assistência de viagem válido por todo o período de sua estadia. No caso de países da Europa a cobertura mínima exigida é de 30 mil euros. Já a Austrália, Reino Unido e Estados Unidos exigem cobertura comprovada para a área de Saúde. Para intercambistas a empresa oferece limite de validade do cartão por 365 dias”, explica a gerente comercial da ITA, Rose Carvalho.

Um dos grandes atrativos da ITA – International Travel Assistance é o atendimento médico-odontológico emergencial por sinistro ocorrido. Esse é o diferencial da ITA – International Travel Assistance em relação aos seus concorrentes que, vão abatendo do valor do seguro por cada vez que ele é utilizado. A ITA – International Travel Assistance também firmou parceria com a rede de farmácias americana Walgreens e passou a oferecer atendimento médico nas Healthcare Clinics, instaladas em unidade específicas. A rede conta com 8 mil unidades nos Estados Unidos. Por exemplo, o intercambista tem dor de garganta, em vez de ter que ir a um hospital e ficar horas lá para ser atendido, por meio da Walgreens, de forma mais rápida, barata e seguro usando os serviços de atendimento emergencial do cartão de assistência de viagem.

intercambioCursos e oportunidades

De acordo com a Central de Intercâmbio (CI), estudar  espanhol por duas semanas com 20 aulas por semana na escola Coined,  em Buenos Aires,  com acomodação em casa de família, quarto individual com café da manhã e taxa de matrícula custa a partir de USD 975,00. Para quem visa estudar na cidade de San Diego, na Califórnia, o programa inclui duas  semanas de curso de inglês com 20 aulas por semana, acomodação em casa de família, quarto individual com meia pensão  a partir de USD  1253,00. Já para estudar francês em Paris, na França, o curso tem duração de 02 semanas com 20 aulas por semana, acomodação em casa de família, quarto individual com meia pensão a partir de EUR 1282,00. Paris também é uma das opções procuradas pelos intercambistas.

De acordo com a EF Education First, o curso custa em torno de US$3460, somados a US$ 375 de taxas de matrícula, além de US$  75 para livros e material didático. O estudante fica acomodado em casa de família, com quarto duplo e refeições. E vale a pena ficar de olho nas oportunidades para viajar como feiras de intercâmbio. Em eventos ligados ao setor o visitante encontra opções de instituições de ensino de todo o mundo e empresas de intercâmbio e cursos fora do Brasil como: idiomas, Graduação, Pós-Graduação, Mestrado, PhD, MBA, cursos técnicos, High School, acampamentos de Verão, trabalho, estágio ou viagens culturais. Também é importante aproveitar a oportunidade para conhecer destinos e consultar especialistas sobre essa modalidade de viagem ao exterior.

Seja o primeiro a comentar