Dicas para quem vai viajar para o Peru

Viajar para o Peru é adquirir cultura e conhecimento sobre o patrimônios da humanidade. Veja algumas dicas de viagem para quem pretende ir para lá.

monedaMoeda e preços

No Peru a moeda oficial é o Novo Sol (Nuevo Sol). Os preços são ligeiramente menores que os praticados no Brasil e uniformes em todo o país. O dólar é bem aceito, assim como os cartões de crédito. O Real pode ser trocado em casas de câmbio nas principais cidades turísticas, mas não é aceito no comércio em geral. Adquirir um passe turístico de acesso a diversos museus e sítios arqueológicos sai mais barato do que comprar as entradas separadamente. Crianças até 10 anos não pagam. 

Alimentação

A gastronomia peruana é uma das mais diversificadas do mundo. Ela tem influências européia, africana, chinesa e japonesa. Atente-se a quantidade de temperos para não passar mal durante a viagem. Beba bastante água para se hidratar e facilitar a digestão.

PachamancaPratos tradicionais

Ceviche: pedaços de peixe, suco de limão, cebola vermelha, sal e pimenta a gosto.

Frango Grelhado: é um dos alimentos mais consumidos no país. Contém diversos ingredientes e é preparado na brasa.

Chifa: refere-se à cozinha nascida da fusão de comida peruana e da comida chineses. Os pratos principais são o arroz frito, sopa wonto e chijaukay.

Pachamanca (foto): Tipicamente inca. Cozido sobre pedras muitos quentes enterradas em um buraco no solo. É composto por diversos tipos de legumes e carnes.

Sobremesas: as mais conhecidas são o doce de leite, o suspiro limenho, doces feitos de chirimoia e os picarones.

Bebidas tradicionais

PiscoPisco: é a bebida nacional. Trata-se de um licor retirado de duas variedades de uvas locais e uva Itália. Existe a versão Pisco Sour, misturado com limão, açúcar e ovo.

Vinhos: a principal região produtora é Pisco, ao sul de Lima.

Chicha: bebida de alto teor alcoólico feita com milho

Vistos e vacinas

O país não exige Visto, somente passaporte válido ou carteira de identidade. Leve documento original com foto para evitar transtornos. O governo não aceitas carteiras emitidas por órgãos de classe. Também não é necessário nenhum tipo de vacina, mas sugerimos que você se vacine contra a febre amarela.

Viagem Peru Horizontes Cusco Lima Machu Picchu Turismo - Valor Atemporal (6)Altura

Enquanto Lima e Nazca estão ao nível do mar, Cusco (3.300) e Puno (3.900) estão no alto da cordilheira. Machu Picchu e o Vale Sagrado estão abaixo da zona do mal de altura. A permanência em altitude maior de 2.800 metros pode causar um certo desconfortos como tontura, enjôo, mal estar e dor de cabeça.

Como amenizar: ao chegar no hotel deite-se pelo menos uma hora; evite exercícios físicos ou movimentos bruscos, nas primeiras horas que chegar; prefira comidas leves e tome bastante líquido; evite temperos fortes e bebidas alcoólicas nos primeiro dia; leve aspirinas, mas antes consulte um médico; caso precise solicite garrafas de oxigênio oferecidos nos hotéis e ônibus de turismo.

CuscoOnde ir

– Águas Calientes, Ica, Puno, Urubamba

– Cusco: Centro Histórico de Cusco, Trilha Inca, Sacsayhuaman, Caminho das águas, Santuário Animal Cochahuasi, Catedral Basílica da Virgem de Assunção, Templo do Sol (Coricancha),  Pre-Columbian Art Museum,  ChocoMuseo (cafeteria e museu do chocolate)

– Lima: Museu Larco, Magic Water Circuit, Parque De La Reserva, Miraflores Boardwalk, Igreja de San Pedro, Cathedral de Lima, Plaza de Armas, Barranco, Museu Pedro de Osma, Casa de Aliaga, Museu Nacional de Arqueologia, Antropologia e História, Parque Kennedy

– Machu Picchu (Vale Sagrado dos Incas)

 

Pachamanca 1

Seja o primeiro a comentar