‘Céu de Baco’ traça viagem aos prazeres do vinho

(Foto: Adriano Gadini_Pixabay)

Os restaurantes, bares, adegas e estabelecimentos especializados na enogastronomia foram os que mais sofreram nas duas crises econômicas que atingiram o país desde 2010 e é o último setor a recuperar-se mas, já aponta a retomada no crescimento. Estagnado desde 2010, setor aposta na volta do crescimento entre o fim deste ano e início de 2018, com isso, o mercado de vinhos e cervejas especiais prepara-se para o caloroso verão que já começa a ser esperado.

Uma das melhores datas para o mercado de vinhos, outono e inverno, esquentou a venda dos vinhos tintos, sobretudo os vinhos produzidos por nossos vizinhos sulamericanos – Argentina e Chile.  Agora no verão, é a vez dos vinhos brancos e rosês, conhecidamente os mais refrescantes e festivos. “São chamados de vinhos festeiros pois, agradam aso paladares por seu frescor, notas herbais de boca e muito florais no aroma”, destaca o sommelier Danilo Bueno, autor do livro “O Céu de Baco – Uma viagem aos prazeres do vinho”.

“Mas, vender e comprar vinhos é uma verdadeira arte!  O profissional que trabalha com o mercado de vinhos tem de conhecer a geografia de diversas regiões vinícolas, conhecer a interferência do tempo e do terreno na nutrição da uva, os processos de vinificação e também as características dos principais enólogos (profissional que faz o vinho) que institui a sua ‘assinatura’ em cada vinho que fabrica.  Cada país tem uma identidade em termos de uva e metodologia de vinificação”, destaca o sommelier – profissional especializado em vinhos finos.

Danilo Bueno é chef de cozinha internacional, especializado nas cozinhas francesa, italiana e mediterrânea e, por essa razão, um grande aplicador e admirador da enogastronomia. Ele vê com bons olhos o aquecimento do mercado e trabalho que busca por estes profissionais especializados.  Depois de muitos anos de retração, este mercado que é conhecido por suas altas remunerações precisará encontrar pessoas que tenham conhecimento apurado em vinhos e cervejas especiais, principalmente porque o fim de ano é reconhecidamente uma das melhores datas para a venda destes artigos, sempre presentes em festas familiares, celebrações, formaturas e nos festejos de virada de ano.

“A melhor maneira de se preparar para este mercado é estudando e para estudar, deve-se ler muito e beber muito vinho.  O aprendizado gustativo dá-se pela experiência em provar-se diversos rótulos, de muitas regiões viníferas e ler livros e revistas especializadas”, finaliza Danilo.

Não há exigência de formação para atuar nesta área.  Seja o interessado engenheiro ou garçom, todos têm espaço para tornarem-se um sommelier e trabalhar no mercado gastronômico.  O investimento para formação é relativamente baixo se comparado com outras profissões mas, a chegada no topo, depende unicamente pela dedicação do profissional e por sua paixão na área do atendimento.  O bom profissional é rapidamente recompensado por seu talento.


Serviço

Livro: “O Céu de Baco – Um a viagem aos prazeres do vinho”

Editora: Baraúna

Autor: Danilo Bueno

ISBN: 978-85-7923-450-7

Ano: 2012

Páginas: 129

Preço de compra na editora: R$ 31,00

Seja o primeiro a comentar